Diabetes e período de férias: diversão e glicemia controlada.

“Tenho diabetes, gosto de beber às vezes, mas eu posso?”
6 de junho de 2019

O período de férias requer preparo e planejamento, principalmente nos pacientes com diabetes, devido a atenção especial necessária para que a glicemia permaneça nos níveis ideais. É indispensável que a medicação seja conservada de maneira adequada para não comprometer a efetividade do tratamento e o planejamento da viagem. Confira as orientações abaixo:

• Guarde a insulina na gaveta de legumes, mas nunca na porta da geladeira.
• Coloque rótulo com a data de abertura no frasco, para controle de validade.
• Frascos de insulina mantidos em temperatura ambiente (local fresco e seco) devem ser utilizados em, no máximo, 30 dias, para a maioria das insulinas. Confira com seu médico se a sua insulina tem outro prazo de validade depois de aberta.
• A insulina não pode ficar exposta à luz do sol e não deve atingir temperaturas abaixo de 2°C ou acima de 30°C.  

O que fazer e o que não fazer na hora de armazenar a sua insulina.

Devido à possibilidade de alterações na cicatrização, nos casos de diabetes mal controlado, a atenção aos ferimentos deve ser redobrada. Os cuidados com os pés são fundamentais: use calçados confortáveis e evitar andar descalço.

Com a quebra da rotina, os horários das refeições e o cardápio disponível geralmente sofrem alterações, mas a alimentação saudável é indicada para pacientes com ou sem a doença, assim como a hidratação com bebidas que não prejudiquem o controle do diabetes.

Fique atento às orientações da nossa equipe:

Evite jejum por muitas horas

Enfeite os pratos com frutas (evite as frutas em calda, pois são ricas em açúcar)

Hidrate-se com água natural

Chapéu, óculos e protetor solar são aliados

O paciente com diabetes deve manter a rotina da ingestão dos medicamentos mesmo quando fizer viagens ou quando há diferença de fuso horário. O ideal, antes de qualquer coisa, é consultar o seu médico. Bom divertimento!
Agende